sábado, 18 de julho de 2009

Quando não se pode fazer nada

http://migre.me/j24qZ

Eu tento, eu mudo, eu volto atrás, e acabo sempre sendo a mesma. Não me importa se é falta de determinação, se é falta de coragem ou comodismo.. as mudanças dão muito trabalho, e nem sempre me trazem o que eu espero. 

A verdade é que as mudanças que eu realmente preciso fazer estão dentro de mim. Elas dão menos trabalho, mas doem um tanto mais, e é uma dor que eu nem sempre quero sentir.


É tudo uma questão de escolha, porque na verdade já está doendo, e eu sei que pra parar de doer, talvez tenha que doer mais um pouco. Mas e a falta de coragem? A falta de coragem de parar pra pensar, e ver as verdades que eu não quero ver, me dar conta das decisões que eu não quero tomar. E aí fica tudo tão complicado, que eu simplesmente esqueço, e jogo tudo nas mãos do tempo.

Logo o tempo, que é tão indeterminado e que já é confuso por si só. E se ele não me traz as mudanças certas, aí eu reclamo, reclamo de tudo, e começo tudo outra vez. 

A verdade é que eu sei, e todo mundo sabe, de tudo aquilo que cada um pode e precisa fazer, doendo ou não.


E você pode até fazer como eu: colocar a culpa na falta de coragem, de determinação, ou no comodismo...E pode até mesmo dizer que já não depende de você. 

E é aí que eu te pergunto: o que é que a gente faz, quando não pode fazer nada?

Um comentário:

  1. Menina, tem vez que a gente fica meio "estagnada", querendo se agarrar a uma "situação de conforto", não é mesmo ?
    Estou em um processo de mudança também, fazendo terapia, coaching, Yoga e muitas orações...
    A gente chega lá !

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)