terça-feira, 26 de julho de 2011

As coisas que eu nunca disse..

Lembra quando eu era pequena e deitava no seu colo a noite, pedindo pra você prometer que não ia morrer nunca? Você ria de mim e dizia que não podia. Mas eu ainda queria que você prometesse.

Eu não consigo me recordar de algo importante que tenha acontecido na minha vida em que você não estivesse por perto pra ficar feliz por mim, ou pra me apoiar. E infelizmente tenho poucas lembranças de ter te agradecido por isso.

Sei que antigamente era mais fácil. Sei que antigamente EU era mais fácil. Mas essa minha mania de não conseguir dizer olhando pra você o quanto eu te quero bem, não me impede de pensar todos os dias o quanto você me é cara, eu juro.

Foi difícil quando perdemos o vovô. Éramos três mulheres sozinhas por aqui. Acho que ele estaria um pouco mais feliz de nos ver agora. Não me daria tantas broncas por ser uma neta mal-educada. Ou talvez desse. Não sei.

E aqueles bolos de aniversário, recheados de brigadeiro com cobertura de confete? Se eu pudesse escolher algo que lembra minha infância, com certeza seria isso. Com certeza seria você.

Eu não brincava na rua e não era amiga dos meus vizinhos. Mas a minha infância inteira tive meus dois melhores amigos dentro de casa. Não teria aprendido a jogar dama e não ganharia todos os jogos da velha sem o vovô. Não seria metade do que sou sem você, eu sei.

Desculpa esse meu jeito idiota que me impede de te dizer tudo isso. Me impedia de dizer pro vovô também, e eu sei o quanto me arrependo por isso. Prometo não deixar acontecer o mesmo com você, tudo bem?

Obrigada por ser mãe duas vezes, por me mimar, me estragar, me educar, se preocupar comigo. Por ir me buscar no colégio depois do trabalho, fazer minhas comidas preferidas e sempre comprar doce pra depois do jantar. Obrigada por todas as vezes que você se meteu na minha vida mesmo que eu brigasse com você, porque você esteve certa em todas elas. Obrigada por cuidar de mim e da mamãe. Você sabe que além das aparências, a chefe da casa aqui é você.

Você não vai ler isso, e eu não vou te dizer pessoalmente essas coisas. Mas obrigada por ser a melhor avó/mãe do mundo inteirinho. Eu tenho muita sorte de ter você e de ter tido o vovô. Vocês dois são jóias raras.

Eu amo vocês.

Feliz dia dos avós.





3 comentários:

  1. Lindo lindo lindo amiga!

    Renata Diaa

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo Báh
    "Você não vai ler isso, e eu não vou te dizer pessoalmente essas coisas", você não precisa dizer, seus atos, seu olhar e seu sorrisso já disseram.

    ResponderExcluir
  3. Sabia que não conseguiria ler sem chorar... :)
    E Bá, se me permite, só queria te dizer duas coisas:
    Por mais que sua vó nunca tenha prometido ficar nesse mundo pra sempre, posso lhe dizer que isso é impossível. Parece clichê, mas pessoas assim vivem pra sempre, ainda mais essas tão especiais que são capazes de personificar o amor.

    E mais uma coisa, eu sei muito bem o quanto é difícil, ainda mais pra nós que já estamos grandinhas, chegar em alguém e simplesmente se "declarar", como nesse texto. Mas é muito melhor sentir um pouquinho de vergonha ao saber que você disse "eu te amo" enquanto sua vó ainda é capaz de retribuir, do que continuar repetindo quando já é tarde!

    Parabéns pelo texto e não tenha medo de transformá-lo em palavras reais! :)

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)