sexta-feira, 5 de agosto de 2011

"Ai de mim que sou romântica!"

http://migre.me/j27mo

Sou romântica pra cacete! 

Os mais chegados sabem disso. Os mais chegados ainda RIEM de mim por isso.

Minhas amigas dão risada da minha cara porque dizem que quando eu estou apaixonada acho que jamais haverá motivo pra que o amor acabe.

Sou daquelas que precisa acreditar que a pessoa amada é o amor da minha vida. Tem que ser. Não perco meu tempo se não for. E se não me fizerem acreditar nisso todo dia, sinto muito...

Sou fiel àquelas máximas do tipo “se não for pra me fazer voar, nem tire meus pés do chão”, “não sei amar pela metade”, “só gosto do que me tira o ar” e “amor é a lei, sexo é invasão”. Quem não for que me desculpe.

E tem outra. Sabe aquela brincadeirinha típica de casal? Aquela historinha de quem ama mais? Então. Enquanto eu estiver brincando, fique feliz, tá tudo certo. Agora, no dia que você disser que me ama mais e eu acreditar... A graça é fazer com que a outra pessoa nunca se convença.

Mas agora vem a principal revelação: sim, sou insegura (acrescentem ciumenta na leitura). Pode trocar dez por mim, eu ainda terei medo da décima primeira e pronto, mesmo que eu saiba (e eu sei ok?) que não há necessidade. Amar demais dá nisso.

Esses dias uma amiga me disse que eu tenho cara daquelas meninas que faz a fila andar sem peso na consciência quando alguém não me quer. Eu ri. Posso até não ter peso na consciência, mas sabe aquele lance de buraquinhos no coração? Pois é.

Também não sei ficar sozinha. A solteirice nunca me encheu os olhos. Sou mil vezes um filme embaixo do edredom, do que uma balada onde não consigo nem ouvir o que a outra pessoa me diz. Acreditem, sou assim.

Não estaria sequer escrevendo se não estivesse sendo movida por um sentimento maior, e agradeçam a quem despertou isso em mim. Odeio escrever quando não estou apaixonada! Não consigo pensar em assunto mais bonito que o amor (e putz, até eu fiquei enjoada com essa...).

Então, pros que dizem por aí que eu não tenho sentimentos... Prazer! Apresento a vocês a Bárbara de verdade: a romântica, insegura e apaixonada.

Tipicamente libriana pra quem acredita em astrologia. Tipicamente mulher pra elas que entendem do que eu tô falando.

O resto é só papo, podem crer.

2 comentários:

  1. Texto muito bom guria. Apesar de não entender sobre esse tema ai...como é mesmo o nome? Amor, isso amor. Achei bárbaro. Q sua inspiração continue pra sempre!
    xD

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)