segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Clipe Sem Nexo - O vestido rodado

 

Ela havia sentado na poltrona de couro preto de novo.

Sabia por onde ia começar, é claro. Haviam terminado naquele ponto, deviam continuar daquele ponto. Provavelmente passariam longos minutos dando voltas e voltas em torno daquilo.

Mas não. Hoje não.

Hoje ela havia chegado com um sorriso tímido, de canto de boca, quase como se tivesse vergonha por estar feliz. Estava se sentindo uma infratora, uma menina travessa, passando por cima dos padrões e protocolos. E o crime? Era óbvio. Ela simplesmente não ia falar daquele mesmo assunto hoje.

Vestia um vestido rodado, cabelos soltos, braços livres. Livre. Era mais ou menos assim que o espírito dela se sentia. Havia descoberto tanta coisa nos últimos dias, chegado a tantos novos horizontes, começado a abrir tantos outros caminhos... No final das contas, a poltrona de couro preto nem era mais tão sufocante.

Queria apenas falar dela, dela, dela, dela. Queria falar de como sentiu saudades de falar dela. Queria falar de como sentiu falta dela. Queria abraçá-la e lhe pedir pra ficar pra sempre. De repente, tinha se dado conta do quanto precisava, do quanto sempre precisou dela.

Dela.

Da menina do vestido rodado, sorriso tímido, cabelos soltos e braços livres. Livre.

Aquela de olhos e ombros baixos já havia ficado por tempo demais. Era hora de se despedir.

Um comentário:

  1. Me senti tão bem quanto a menina do vestido rodado ao ler esse texto, principalmente pelo fato de saber que essa não é irreal! =)

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)