terça-feira, 20 de março de 2012

Agora vê se aprende, moça



Para de sofrer por pouca coisa, menina. Já dizia o poeta que tem coisas que Deus não tira da gente, ele nos livra. Você não reza toda noite pedindo pra Ele afastar o mal? Então. Acorda e enxerga, moça.

E daí se ele for feliz com outra pessoa? É óbvio que vai aparecer alguém para o seu lugar. Mas quer saber a boa notícia? Também vai aparecer alguém para o lugar dele. Eu sei que a dor não te deixa ver isso agora, mas fica tranquila, tudo tem sua hora.

Tudo que fica no passado tem motivos pra não estar no presente. Se foi embora é porque não devia ficar. Talvez não merecesse lugar na sua vida. A culpa não é sua, se acalma. Nem tudo que você deseja é aquilo que você merece.

Pode ser que agora o sofrimento seja maior que a esperança. A nuvem escura da dor pode te impedir de ver o sol, mas você sabe que ele está no céu todos os dias, não sabe? Vai passar. Vai chover, trovejar, transbordar. Mas passa. Você vai voltar a ver o sol novamente. Confia.

Você sofreu tanto durante o percurso; pra quê sofrer mais no fim? A estrada foi longa, e por mais que doa o fato dela ter chegado ao final, acabou a travessia. Acabou a estrada de espinhos, feridas, cicatrizes. Você está liberta.

Não se apegue ao que restou. Afinal, me diz, o que restou? Aliás, faz melhor. Me diz, o que realmente havia? Era mentira, você sabe. Dói ser enganada e traída novamente, mas não é revigorante a certeza de que isso não vai mais acontecer?

Não se martirize por ter tentado de tudo e mesmo assim não ter conseguido. Veja pelo outro lado, garota. Você tentou de tudo. E daí se não deu certo? A culpa não foi sua. Você foi até o fim, até o fundo, além dos limites. Não era pra ser. Não é seu. Não te pertence. Graças a Deus.

Agora vê se aprende, moça. Aprende que dói menos da próxima vez. Aprende pra não existir outra vez.

Fica longe, se afasta. Distancie-se do que te atrasa, te prende, te arrasta. Fique leve. Sorria mais. Volte a ser a menina doce que era antes. Você ainda consegue se lembrar? Volte a ser a garota de riso fácil, de grandes e muitos amigos, a menina do vestido rodado. E daí que você está ferida? A vida não para pra sua dor passar. E ainda bem. Ela continua e vai te trazer o que está destinado a você. Não se afobe, não.

Chega de manter a pose, a elegância, a discrição. Chega de fingir o sorriso, chega de disfarçar a infelicidade. Vai aparecer alguém pra te fazer sorrir de novo menina, você sabe que vai. Alguém pra acabar com a amargura, pra colorir seus dias, pra servir de inspiração a novas páginas do seu diário. Alguém melhor.

Essa dor vai passar. Acredita. Vai te deixar mais forte. Você sabe que no final não tem nada a perder. Então cai de cara, mergulha fundo, esquece. Vai correr atrás do que te merece, menina, porque quem te merece vai chegar. Eu sei, você sabe, e ele também.


Liberte-se.

Um comentário:

  1. "Aprende pra não existir outra vez."

    Os ouvidos que atendem à repreensão da vida farão a sua morada no meio dos sábios.(Provérbios 15:31)

    Vamo que vamo Bárbara Libório.

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)