segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O tempo para quem ama

tempo amor
http://migre.me/bgqZs
Mas, para os que amam, o tempo é eternidade”
(William Shakespeare)


Hoje eu briguei com o tempo. Acho que ele anda sendo injusto demais.


Semana passada, um dia antes do meu aniversário, ele não se dignou a passar mais devagar pra que eu aproveitasse o presente.


Depois, no dia em que a gente brigou, ele encasquetou de passar voando justo na hora em que a gente fez as pazes.

Não sei qual é a dele.


Hoje ele não me deixou aproveitar mais o calor do edredom e da cama com você. Também não o vi passar naquelas horas que a gente ficou rindo no quarto, ou assistindo televisão na sala.


Ele quase não me dá chance de curtir um pouco mais o jeito que você olha pra mim. Teima em passar rápido justo na hora em que você me puxa pra perto e me beija. Não tem a sensibilidade de esperar um pouco nem quando estamos abraçados, dizendo aquelas coisas bonitas que a gente adora dizer um pro outro.


O que ele gosta é de prolongar a espera. É de fazer a semana se arrastar por um mês e de me deixar aflita desde segunda, quando eu fico ansiosa esperando chegar sexta-feira.


Ele gosta de passar devagar quando discutimos e não conseguimos chegar num acordo. Faz qualquer briga parecer longa demais e qualquer tempo longe virar uma eternidade.


O tempo é injusto porque me deixa com saudades de você antes mesmo de você ir embora, e porque nunca pensou em parar um pouquinho enquanto eu me despeço com amor.


Ele brinca de nunca me deixar satisfeita e de sempre passar correndo, só pra eu sentir saudade de ouvir as músicas do seu celular enquanto você me abraça no metrô, ou de esperar você na cama enquanto você toma banho.


Ele gosta de me deixar ansiosa pela próxima mensagem que vai chegar no celular, pela próxima música que a gente vai incluir na nossa playlist, pela próxima vez que um de nós vai pegar o celular só pra dizer um “eu te amo”.


Hoje eu briguei com o tempo porque eu queria um pouco mais de você. Ele não deixou, mas mandou avisar que não é preciso se preocupar. O tempo é curto, mas não acaba. 


A eternidade nos espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz o que achou :)