quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

All you need is love?

foto casal
http://brzu.net/03gyu

Que a humanidade não é perfeita, todos já estamos cansados de saber. Mas quase ninguém lembra disso em um relacionamento. Inconscientemente, estamos sempre em busca da pessoa ideal e temos pouca paciência com os erros de quem está ao nosso lado. 

Essa é uma faca de dois gumes. Afina, tem muita gente que acaba aceitando tudo de errado que vem de outro alguém só porque sabe que “ninguém é perfeito, então tudo bem”.

Nós realmente não somos perfeitos, mas temos que ser o melhor que podemos ser. Esforço e comprometimento são essenciais, e os Beatles que me desculpem, mas “all you need is love” só é lindo na música cantada por eles.

Bom-senso e respeito são e sempre vão ser itens primordiais em qualquer relacionamento. Não dá pra sair cometendo erros à rodo, pedir desculpas, e esperar que a pessoa ao lado simplesmente esqueça tudo o que houve em dois dias. Jogar a responsabilidade de um relacionamento nas costas de quem  tem que perdoar algo é maldade e injustiça demais.

A pessoa que está ao seu lado pode até não exigir que você seja perfeito, mas alguns erros simplesmente não são passíveis de argumentos, entende? Algumas coisas são tão óbvias, alguns comportamentos são tão necessários, e alguns princípios são tão essenciais, que não dá nem pra jogar a desculpa do “eu não sou perfeito” pra justificar os erros em relação a isso.

O importante mesmo é entender que você não está mais sozinho. Amar é, principalmente, deixar o egoísmo do lado de fora. É se preocupar com a opinião e os sentimentos alheios.  Amar não é pedir permissão, mas é decidir juntos o que é melhor ser feito. Amar é entender que do outro lado tem alguém que é totalmente influenciado pelos seus atos.

Já dizia Antoine de Sant-Exupéry, no livro "O Pequeno Príncipe", que “tu te tornas eternamente responsável pelo que cativas”. Por isso, é preciso entender que amar é conjugar verbos no plural. Obviamente nossa individualidade sempre deve ser respeitada, mas quem quer agir como se estivesse sozinho, deve mesmo permanecer sozinho.

De resto, ninguém é perfeito mesmo. Mas se os erros não devem jamais apagar nossas benfeitorias, não esqueçam que o contrário também deve ser válido.

* O título desse texto se refere à canção "All You Need is Love", da banda Beatles.

2 comentários:

  1. Engraçado ler um post com esse título bem na semana em que eu venho pensando e discutindo tando sobre isso, usando a mesma citação dos Beatles, tenho até um quadro com essa frase na parede do meu quarto. Acho que tudo isso é vontade de acreditar. Porque eu realmente quero acreditar no John. Eu sei, é praticamente, ou é de fato impossível excluir o mundo que existe em volta da bolha do amor, essa bolha que a gente constrói quando se é dois, e constrói a partir do próprio mundo. Então, como não se afetar pelas armadilhas do mundo? Todos esses alfinetes de insegurança e desconfiança..
    Talvez haja um modo de acreditarmos no Sr. Lennon, se passarmos a ver o amor junto de tudo o que está embutido nele: Respeito, entrega, confiança...
    Ok, talvez a gente não precise SÓ de amor, mas se for pra resumir em uma palavra só..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, você disse EXATAMENTE o que eu penso: "Talvez haja um modo de acreditarmos no Sr. Lennon, se passarmos a ver o amor junto de tudo o que está embutido nele: Respeito, entrega, confiança..."
      A gente não vive só de amor, a não ser que o amor viva de tudo que ele necessita para ser verdadeiro!

      Excluir

Diz o que achou :)