terça-feira, 29 de outubro de 2013

Mas e se o coração parar?

http://migre.me/grAUy

Não é difícil encontrar alguém que tenha sobrevivido a uma parada cardíaca. Até o coração, o órgão mais importante e vital do corpo humano, às vezes falha.

Algumas vezes ele volta a funcionar, outras não. Acho que é mais raro achar quem tenha “revivido” mais de uma vez.

Talvez o amor também seja assim: tenha idas e vindas em certos casos. Às vezes a gente acha que ele foi embora, mas de repente, com bastante esforço, ele renasce. É como se tivéssemos que reanima-lo depois da adversidade.

Mas não sei quantas vezes ele consegue recomeçar. Acho que vai ficando mais difícil. É o desgaste do tempo, do vai e vem, da inconstância.

Reanimar um amor não é fácil. Quando a gente acha que ele acaba, dói como se tivesse acabado de fato. É a mesma angústia, desespero, desesperança. Só com muita dedicação ele volta a ocupar o lugar de antes.

O final – ou quase final – do amor torna ele mais frágil. É como um coração que já parou de bater uma vez: quantas vezes mais ele pode aguentar?

A diferença é que nem sempre a gente prevê quando o coração vai falhar. Mas o amor dá sinais – dele dá pra cuidar.

Acho que o que importa é evitar o fim. Evitar o sofrimento, e principalmente, a desesperança. Quando tudo está mal, mas ainda estamos juntos, a dor é dividida, compartilhada. E dessa maneira é mais fácil fazer com que as coisas voltem ao seu lugar.

Mas quando acaba... Algo chega ao fim. Pode ser um pequeno detalhe que se perde, mas ainda assim, é algo que findou. Sempre fica um pouco da gente em cada pedaço de história que chega ao final. Ainda que ela recomece, não é como antes.

É como o coração, que às vezes retorna mais frágil, mais lento, precisando de suporte. Está vivo, mas sofreu um bocado.

Se às vezes é inevitável que o coração fraqueje, que a gente consiga manter o amor sempre forte. E fortaleza não tem a ver com aparência, mas com intensidade. Amor forte é aquele que é de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz o que achou :)