terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Essa dor

http://migre.me/hkkHX

"And I'm here to remind you
Of the mess you left when you went away"
(Alanis Morissette – You Oughta Know)

Tá doendo, né? Eu sei. Não consigo imaginar o quanto, mas já doeu parecido aqui também, lembra?

Sei que dói ir embora quando a gente quer ficar. Sei que dói ir embora quando a gente quer ficar mas sabe que não pode, não deve. Sei que dói de qualquer jeito, porque todo final de amor é triste.

E eu até poderia te dizer que com o tempo vai passar - e vai! -, mas sei que isso não vai aliviar a dor. Até porque, não é o tempo que cura as coisas mesmo. É o que vem com ele.

Agora parece que a dor é infinita e eterna. Parece que coisas comuns, como respirar e rir, são difíceis e não tem mais graça. Parece que o restante da sua vida será um arrastamento torturante até o final dela. E, sinto muito, mas vai ser assim por um tempo.

E você nem vai sentir quando isso passar. Só vai se dar conta o dia em que se olhar no espelho e se ver ali, viva. Sorrindo e respirando.

Vai ser um choque. De repente você vai se dar conta de que a vida não parou , o relógio não deu pausa, as folhas das árvores não caíram, e, veja só, você ainda está ali para ver tudo isso. Já é capaz de dar risadas, mesmo que ainda doa rir sem ele, e de fazer planos, mesmo que solitários.

Quando isso acontecer, talvez o amor ainda esteja ali, escondido. Mas você vai ser capaz de seguir em frente e de se permitir ser feliz.

Eu sei que dói se culpar pelo fim. E dói também culpar o outro. Dói a saudade do que foi e a saudade do que não foi - dos sonhos que não se realizaram e dos planos que não se concretizaram. Mas um dia vai renascer aí dentro a vontade de seguir, sabe?

Pode parecer impossível agora, mas você vai amar outro alguém. E nunca vai ser do jeito que o amou, porque ninguém ama ninguém do mesmo jeito.

Dói vê-lo seguindo, eu sei. Ele tão feliz, e você tão presa a tudo que foram e não são mais. É uma mistura de saudade, inveja, ciúmes e despeito – pode sentir tudo isso, sim, sem culpa, porque você é humana.

Eu queria te dar uma fórmula mágica pra fazer tudo isso passar logo. Queria te dizer o que fazer, de que jeito, em qual momento. Mas não dá.

E que bom que não dá, porque provavelmente nenhum dos meus conselhos funcionaria. Grande parte dos seus não funcionou naqueles tempos. Mas o sol vai voltar, eu te prometo.

Ficar contente pode parecer bobagem agora. Esse lance de sair, se divertir e esquecer. Mas, acredite, ser triste também cansa. O luto é necessário, mas não eterno.

De resto, só te peço para que seja forte. Para que encare os dias e noites ruins com coragem. Enquanto eles não passarem, é o que a gente pode fazer.

A vida não para mesmo. E ela também não te pede permissão pra continuar. A bichinha já está acostumada com essas dores de amor, e prefere fingir que nada aconteceu. Ela é sábia.

Um dia a gente há de conseguir ser também.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Drê! Sempre bom receber elogios seus!

      Excluir
  2. Lindo texto, parabéns
    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/
    FB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Thaynara! Fico feliz que tenha gostado. Volte quando quiser!

      Excluir
  3. Que texto lindo, fiquei encantada
    Beijos
    FB- entrenumeros-letras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, meninas! Voltem quando quiserem, ok? :')

      Excluir
  4. Que texto lindo ! Amei demais <33
    FB, Beijos
    http://morenaofficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Diz o que achou :)